Vamos falar sobre Branding?

Voltar
Vamos falar sobre Branding?

Como a sua empresa tem buscado conquistar uma posição única na mente e no coração de seus consumidores? Qual o sentimento que seu produto emana em seu cliente? Você se preocupou com estes detalhes na hora de montar o Branding da sua empresa? Muito além de um produto frio e sem vida, na era digital onde estamos todos conectados com todos, é preciso encontrar maneiras de se diferenciar dos demais concorrentes. 

Vamos fazer uma pequena comparação, imagine um cavalo e um unicórnio. Se pararmos para analisar de forma fria e técnica ambos apresentam demasiadas semelhanças, a única coisa que os distingue é o chifre que o unicórnio possui. Agora, se olharmos pelo Branding, o unicórnio é um ser único, mítico e rodeado de mistérios em relação a sua origem, criando em seus admiradores um sentimento de afeto e encanto pelo animal. Tendo muitos de seus admiradores utilizando a figura do mesmo em estampas de roupas, tatuagens e objetos pessoais. 

Entendeu onde queremos chegar? Branding é muito mais que a identidade visual da sua empresa. É o que vai fazer você se destacar de seus concorrentes. Nas palavras do Wikipédia, “Branding é como é chamado o conjunto de práticas e técnicas que visam a construção e o fortalecimento de uma marca”.

No mundo digital a atenção do consumidor é cada vez mais escassa, é preciso muito mais para ganhar um espaço na mente do consumidor. O principal desafio do Branding é através da marcar transmitir aos seus consumidores todos os aspectos intangíveis de seu produto ou serviço. A marca precisa transpor sua visão, missão e valores de forma clara e precisa. Sendo o primeiro contato com seu consumidor, sua marca precisa procurar causar uma boa primeira impressão, como se diz por aí “A primeira impressão é a que fica”. Devido a todos esses fatores, o Branding tem um papel fundamental nos dias de hoje. Sua gestão não deve ser considerada restrita ao setor de marketing, precisa ser feita por todos na sua empresa, desde o nível operacional até os grandes executivos. A empresa tem total responsabilidade pela criação, sustentação e crescimento do valor da marca. Segundo Wally Olins: “Branding é persuadir os de fora a comprar e persuadir os de dentro a acreditar”.

Entendeu a essência de tudo? É preciso ir além da identidade visual da sua marca. Encontre o tom de “voz” correto que será utilizado para se comunicar com seus consumidores. Encontre os valores que sua empresa irá defender. Estamos na era do marketing 3.0 onde o consumidor é consciente e quer colaborar com um mundo melhor. E como sua empresa está atuando para criar um mundo melhor? Essas ações impactam de maneira positiva na mente do consumidor, vamos usar o exemplo da Apple. 

A Apple é a segunda marca mais valiosa do mundo valendo 228,5 bilhões, esse é o valor da marca da empresa e não da empresa em si. No dia 11 de fevereiro de 2015, a Apple valia US$ 727,3 bilhões, contra US$ 723,5 bilhões de todas as empresas brasileiras, esse era o valor da empresa. Como isso? Simples, Apple vende inovação, tecnologia de ponta e exclusividade. Repare na logo da Apple, não é uma simples maçã com uma mordida, é a maçã de Newton, que representa a descoberta e inovação. O tom de voz é moderno e simples transmitindo de uma maneira única tudo o que a empresa se tornou. 

Claro, não vamos lhe dizer que você pode fazer como a Apple fez que dará certo. O que funciona para ela não funciona para você. É preciso encontrar os seus próprios valores, sua própria voz, a sua identidade única. Isso vai fazer a sua empresa se tornar diferente das demais.

Imagens relacionadas

Voltar
Carregando...
Top